Notícias

operacao-cegonha

A Polícia Civil de Campo Maior-PI deflagrou em 10 de Setembro a Operação Cegonha para apreender veículos roubados e com placas clonadas. Quatro pessoas foram detidas e a mesma quantidade de carros apreendidos.

Para a delegada Alexandra Santos, o caso trata-se de um esquema interestadual que já conseguiu arrecadar cerca de R$ 120 mil com a clonagem.

De acordo com ela, as investigações começaram após uma denúncia de que veículos com documentação clonada estariam circulando pela cidade e em Jatobá do Piauí. "Os carros foram roubados em Minas Gerais, Maranhão e Teresina, mas eram comercializados em Castelo do Piauí, Jatobá do Piauí e Campo Maior", explicou.

Os suspeitos foram levados para a delegacia sob a acusação de receptação de roubo e prestaram esclarecimentos. Eles alegaram que não sabiam que os veículos eram clonados, já que a documentação dos automóveis era legal. "Todos foram liberados na noite de terça-feira após pagamento de fiança correspondente a cinco salários mínimos. Os carros apreendidos foram HB 20, Celta, Montana e um Honda Fit", informou a delegada.

A polícia também revelou que dois dos carros foram vendidos pela mesma pessoa e o vendedor será investigado para saber do seu envolvimento com o roubo interestadual de veículos.

Fonte: G1 Globo

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

caminhao-dubleA Polícia Militar (PM) de Jacupiranga, na região do Vale do Ribeira, no interior de São Paulo, encontrou no começo da tarde desta sexta-feira (13) um caminhão que havia sido roubado na     última segunda-feira (9). O roubo aconteceu na cidade de Cajati (SP), durante uma viagem para o nordeste. O proprietário do veículo viu o caminhão que havia sido roubado trafegando pela       rodovia Régis Bittencourt.

A PM conseguiu localizar e parar o caminhão no Centro da cidade de Jacupiranga. O veículo estava sendo conduzido por um homem de 35 anos, que estava acompanhado de uma mulher de 20 anos. O casal mora em Navegantes, em Santa Catarina. A dupla não tem antecedentes criminais.

Durante a vistoria, os policiais constataram que o caminhão estava com placas de um veículo semelhante, prática conhecida como “dublê”, usada para que os veículos roubados possam circular sem chamar a atenção.

Segundo o homem que foi preso conduzindo o caminhão, o veículo foi retirado de uma empresa. Sua versão é que ele teria saído da região sul do país carregado de pallets, com destino a Jundiaí, no interior de São Paulo. Após passar o pedágio de Cajati, três pneus da carreta furaram, fazendo com que a carreta fosse desacoplada e deixada próximo ao pedágio, enquanto o suspeito procurava por um borracheiro apenas com o caminhão.

A Polícia Federal de Santos vai até Jacupiranga para verificar a carga e investigar se este roubo tem ligação com um crime realizado no começo da semana. 

Fonte: G1 Globo

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

detran-rj

Uma ação movida pela Comissão de Defesa do Consumidor (Codecon), obriga o Detran-RJ a pagar uma multa diária de R$ 10 mil, caso o órgão não cumpra seis itens da ação movida por eles. A decisão, do juiz da 3ª Vara de fazenda, Alexandre de Carvalho Mesquita, será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira

O Detran-RJ será obrigado a atender os usuários em 20 minutos nos dias normais e 30 minutos em vésperas e depois de feriadões, e no máximo 30 dias depois do agendamento, além de oferecer atendimento prioritário a idoso, gestantes ou pessoas com necessidades especiais. A ação exige ainda que os postos tenham uma estrutura física digna (bebedouros, cadeiras, banheiros e maquinário eficiente, adequado e em perfeito funcionamento), um telefone 0800 para a população fazer agendamento e contratação e capacitação dos funcionários.

Protocolada no último dia 3, a ação é presidida pelo deputado Luiz Martins (PDT) e segundo ele, há muito tempo os usuários do órgão sofrem com as más condições de funcionamento dos postos de vistoria, entre outros problemas.

De acordo com o texto da ação, "é fato público e notório que o mesmo (Detran-RJ) não presta à população serviço adequado, apesar de cobrar pelos mesmos" e "o tempo perdido pelos cidadãos" como "dano irreparável ou de difícil reparação".

Fonte: Sidney Rezende

Submit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Página 18 de 18


Associe-se

"Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é a vitória."  Henry Ford

 Associe-se !

Contato


FORMULÁRIO DE CONTATO

E-MAIL : Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
               

Endereço


ASSOPAVI - ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE VISTORIAS

Avenida Adhemar de Barros, 678 - Sala 02 

Cep : 11430-000  -  Guarujá/SP

Go to top

Copyright © 2013-2016 www.assopavi.org.br - Assopavi - Todos os direitos reservados.                 poweredbyg1website